Conecte-se

Esporte

Familiares de judoca Anapolina buscam apoio para mantê-la no esporte

Publicado

em

No dia 4 de maio a judoca anapolina Roberta Borges participou de uma das etapas decisivas do campeonato brasileiro região IV sediado na cidade Ji-Paraná em Rondônia pelo Distrito Federal, onde foi campeã na categoria sênior e vice no sub 21. Na competição havia mais de 800 participantes de diferentes estados do país, incluindo Goiás.

Judoca anapolina Roberta Rodrigues

No próximo fim de semana a atleta também irá competir em Belo Horizonte pelo Distrito Federal, na categoria sub-21 menos 78 kg.

Após vencer o campeonato em Rondônia, a atleta se classificou para a final do campeonato brasileiro em Lauro Freitas na Bahia. Ela irá competir em duas categorias que acontecerá em datas diferentes, sub-21 nos dias 7 e 8 de setembro, e sênior que será no dia 30 de novembro e 1 de dezembro.

O pai, Roberto Rodrigues, conversou com a equipe do A1minuto para falar sobre a carreira da filha no esporte. Segundo ele, a atleta não tem patrocínio e reclama da dificuldade que é manter as viagens da filha para as competições fora do estado.

“Muitas vezes preciso pedir ajuda a amigos e familiares. É um grande desafio, mas me esforço por ela que vem ganhando cada vez mais destaque no esporte. Meu pedido é para quem poder ajudar ela nessas competições que são longe, que nos ajude”, declarou Roberto.

Roberta é Anapolina e com as vitórias nas principais competições do Brasil, foi convidada para representar o Distrito Federal, onde ela ganhou mais oportunidades.

“Por isso eu peço que ajudem a divulgar os resultados da minha filha. Em Goiás ela não encontrou espaço, mas com todo seu esforço ela vem conseguindo bons resultados através do incentivo na Capital Brasileira. Quero que ela continue no esporte”, falou.

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Esporte

Anápolis Vôlei tem lampejos, mas perde para Taubaté no primeiro amistoso

Publicado

em

Por

O Anápolis vôlei teve bons momentos, animou a torcida e até venceu um set, mas não conseguiu surpreender o Taubaté no primeiro amistosos da copa anapolina de voleibol. No Newton de faria, o Lobo Guará foi derrotado pelo atual campeão da superliga por 3 sets a 1, na noite desta terça-feira (20. Ago).

As equipes, em fase de pré-temporada, voltam a se enfrentar na quinta-feira (22. Ago), às 20 horas, também no Ginásio Newton de Faria.

O time anapolino iniciou dominante, e por vezes parou o grandalhão Vissoto no bloqueio. Raphael também foi uma das principais vítimas do paredão auriazul no set inicial. No ataque estreante Temponi virava todas. O Lobo Guará chegou a abrir quatro pontos na frente.

No entanto, a superioridade do atual campeão da superliga começou a aparecer. As bolas anapolinas, que antes caiam fáceis, agora dificilmente iam ao chão. O Anápolis passou a errar muito, especialmente no side-out. Assim o Taubaté virou e ganhou o primeiro set por 25 a 21.

O segundo set começou equilibrado, com dois times errando muito, somente nos saques, Anápolis e Taubaté cederam, cinco pontos cada ao adversário. No meio da parcial, no entanto, a equipe paulista começou a deslanchar. O atual campeão da superliga anotou oito pontos seguidos e abriu uma vantagem confortável.

Em ritmo de pré-temporada, o Lobo Guará cometeu muitos erros. No fim, os auriazuis ainda esboçaram uma reação, convertendo quatro pontos consecutivos e determinando o momento. A diferença chegou a cair para um ponto. Todavia, o Taubaté, manteve a tranquilidade e abriu 2 sets a 0, com um triunfo de 25 a 23 na segunda parcial.

A equipe da casa deixou a insegurança de lado no terceiro set. Com Madaloz, Wanderson e Temponi pegando fogo, o Anápolis abriu a frente para Taubaté logo de cara. Sem reação, o time paulista ficou nervoso e passou a cometer muitos erros não forçados, especialmente no saque.

Em momento algum, o lobo guará deu chance de reação ao rival. O levantador Paulo Renan controlou bem a velocidade da partida e apresentou um repertorio bem melhor nos passes. A eficiência anapolina rendeu a vitória por 25 a 21 e a manutenção da esperança.

O Taubaté foi avassalador no quarto set. O atual campeão acertou a mão no saque, principalmente com Vissoto. As bolas com os ponteiros passaram a não funcionar. Pelo meio, Lucas Gil virou algumas bolas, mas não foi o suficiente para incomodar a liderança paulista no placar.

Com a diferença aumentando, o Anápolis foi obrigado a forçar os saques e cometeu muitos erros. A desvantagem goiana chegou a 10 pontos no placar. Com tranquilidade, o Taubaté fechou em 25 a 17.

Com informações Esporte Goiano

Continue Lendo

Esporte

Anápolis Vôlei x Vôlei Taubaté se enfrentam nesta terça-feira, 20

Publicado

em

Por

Começa nesta terça-feira (20.Ago) a Copa Anapolina de Voleibol, no Ginásio Internacional Newton de Faria. O duelo desta vez é entre Anápolis Vôlei x Vôlei Taubaté (SP), a partir das 20 horas. A equipe paulista está na cidade, onde realizou treino de reconhecimento em quadra.

O treinador Ricardo Picinin, do Anápolis Vôlei, disse que se sente honrado em participar da Copa Anapolina. ‘‘É a primeira edição. Ainda por cima vamos enfrentar um time com jogadores de Seleção Brasileira. O teste será fundamental para nossas pretensões no Mineiro de Voleibol e Superliga B”, ressalta o técnico.

O secretário Municipal de Esportes, Karim Abrahão, acredita que a Copa Anapolina entrará para a história da cidade. ‘‘Jogadores como Rapha, Lipe e Leandro Vissoto atuando contra nossa equipe, será inesquecível’’, prevê o secretário.

O projeto
Com média de quatro mil espectadores por jogo na Superliga B 2019, o Ginásio Internacional Newton de Faria sediou partidas e colocou apresentou o Anápolis Vôlei e o torcedor. Os maiores públicos da competição foram registrados na cidade, superando, até mesmo, partidas da Superliga Série A. O sucesso se deve a uma parceria entre Prefeitura de Anápolis e Instituto Dante Vôlei.

Continue Lendo

Esporte

Novo Código da Fifa permite que árbitros terminem o jogo em caso de racismo

Publicado

em

Por

A Fifa anunciou no último domingo (11. Ago) o novo Código Disciplinar da entidade. A principal mudança envolve o combate ao racismo. Pelas novas normas, o árbitro poderá até encerrar uma partida e atribuir a derrota ao time responsável por incidentes racistas.

A medida, contudo, é vista como a última ação que um árbitro tomará diante de atos racistas. Antes disso, ele precisará solicitar um anúncio público pedindo que o comportamento pare e, caso não resolva, suspender a partida temporariamente até que os atos se encerrem. Se o problema continuar, a decisão de encerrar o jogo poderá ser posta em prática.

A Fifa salienta que a definição e o conteúdo da visão antirracista dela está  totalmente alinhada com os mais altos padrões internacionais, incluindo o julgamento de qualquer discriminação por motivo de raça, cor da pele, origem étnica, nacional ou social, gênero, deficiência, orientação sexual, religião, opinião política ou qualquer outra condição ou outra razão.

O novo Código Disciplinar da Fifa entrará em vigor a partir do dia 15 de julho deste ano.

Com informações Veja

Continue Lendo

Em Alta