Conecte-se

Últimas Notícias

Torneio de poker beneficente reúne jogadores profissionais e amadores em Goiânia

Publicado

em

Durante o evento, os DJs Lukka e Rafael de Paula animam os convidados num sunset com o projeto Enjoy

O Social Club Poker realiza no próximo sábado, 14, um torneio de poker beneficente com prêmio garantido de R$ 10 mil, a partir das 14h. É cobrado um valor de R$ 200 mais 5 quilos de alimentos não perecíveis ou R$ 300 pela inscrição. O jogador ganha inicialmente 15 mil fichas e durante o jogo pode comprar mais 15 mil fichas por R$ 300 reais.

De acordo com um dos sócios-proprietários da casa de poker, Elizeu Lemos, os alimentos e o lucro do evento serão doados a uma instituição de caridade. “O objetivo do torneio é, claro, além de incentivar a prática de poker de alto nível em Goiânia e reunir amigos, também ajudar as pessoas carentes”, afirmou.

O torneio conta com serviço premium de open bar e food. “É um evento que busca interagir tanto jogadores profissionais, como amadores ou pessoas que jogam de forma recreativa e aleatória”, ressalta o empresário.

Durante o evento, os DJs Lukka e Rafael de Paula vão levar o projeto “Enjoy”, recentemente lançado na festa “800”, para um sunset na área externa do clube. “O intuito é reunir, além dos jogadores, amigos, que possam curtir um sunset enquanto o torneio rola”, destaca Elizeu.

O Social Club Poker existe há dois anos e é frequentado diariamente por jogadores selecionados, em torneios realizados de segunda à sexta. No fim de semana, os jogadores podem jogar no aplicativo PPPoker. “Toda a credibilidade do Social também online com os maiores parceiros de cash e clientes selecionados”, explica o sócio-proprietário.

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Últimas Notícias

Semana começa com chuva, em Anápolis

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira (18. Nov) a semana começou chuvosa em Anápolis e em boa parte do estado de Goiás. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a previsão é que a umidade continue alta nos próximos dias.

Para Anápolis, a previsão desta terça-feira (19. Nov) é de temperatura mínima de 22° e máxima de 32°, umidade máxima de 95% e mínima de 45 com manhã nublada e possibilidade de chuva, tarde nublada e encoberta com pancadas de chuvas e trovoadas e noite encoberta com pancadas de chuvas e trovoadas.

O Inmet emitiu neste domingo (17. Nov) um alerta amarelo para boa parte de Goiás. A região centro-norte do estado deve receber chuvas periódicas e intensas durante toda a semana, segundo o órgão.

O alerta amarelo indica risco baixo de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descarga elétrica.

Continue Lendo

Últimas Notícias

Semad regulamenta pesca esportiva durante a piracema

Publicado

em

Por

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) publicou nesta segunda-feira (18. Nov) a Instrução Normativa nº 10/2019, que altera a regulamentação da prática da pesca esportiva, na modalidade pesque e solte durante o período de reprodução dos peixes em Goiás, conhecido como piracema.

De acordo com o documento, está revogado o disposto no inciso I, do artigo 9º da Instrução Normativa nº 02/2019 da Semad, publicada na edição de 16 de abril de 2019 do Diário Oficial do Estado de Goiás que proibia o pesque e solte. Segundo a secretária Andréa Vulcanis, o texto anterior previa a proibição total da pesca, inclusive da atividade esportiva.

Segundo a análise feita por técnicos da Semad, a pesca esportiva tem caráter sustentável e agregador à economia de Goiás, além de oferecer impactos mínimos ao ambiente de reprodução dos peixes, uma vez que caracteriza pelo que é conhecido como “pesque e solte”, não tendo, assim, prejuízos ao meio ambiente.

A secretária Andréa Vulcanis ressalta, no entanto, que seguem proibidas quaisquer atividades de pesca amadora, subaquática, ornamental e artesanal, exceto, neste último caso, para subsistência de ribeirinhos, indígenas e comunidades tradicionais quilombola. “Também segue proibido qualquer tipo de transporte de peixes e consumo de peixes pescados, dentro do estabelecido pela legislação de cota zero em Goiás no período da piracema”, conclui.

Continue Lendo

Últimas Notícias

Autoridades goianas criticam serviço fornecido pela Enel, em Goiás

Publicado

em

Por

O governador Ronaldo Caiado (DEM) voltou a criticar a qualidade do serviço prestado pela Enel, que não cumpre o plano de medidas que foi acordado para atender os consumidores goianos e tem causado prejuízos em todo o Estado por conta da falta de energia.

O governador destacou que irá “enfrentar o problema de frente”. As queixas também partiram de deputados estaduais na Assembleia Legislativa, que compararam a empresa a um câncer.

Até outubro de 2019, o Procon Goiás registrou aumento de quase 50% no número de reclamações contra a empresa. Por conta dessa situação, o chefe do Executivo disse que pediu ajuda ao presidente Jair Bolsonaro, já que o setor elétrico é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Já esgotou todo e qualquer tipo de negociação do Estado com a Enel. Não tem mais como mantermos essa situação. Eles assinaram um documento conosco, com a presença do ministro [de Minas e Energia, Bento Albuquerque], e do presidente da Câmara, [Rodrigo Maia]. Todos os diretores de alto escalão da América Latina falando pela empresa e depois nada acontece. O processo agravou ainda mais do que era”, protestou.

O governador se refere ao plano de investimento e acordo que foi assinado em agosto deste ano, em que Enel se comprometeu a ampliar a capacidade da rede e distribuição de energia. Uma das principais ações da Enel, de curto prazo, previa a liberação de carga e possibilidade de novas ligações sem a troca de transformadores.

Além disso, o documento estabeleceu a construção e ampliação de várias subestações de energia por todo o Estado. Mas, até agora o que se vê são reclamações de todos os lados.

A falta de energia em alguns casos ultrapassa o prazo de uma semana, provocado prejuízo para produtores, consumidores em geral e empresários.

Um dos danos que podem ocorrer por conta da inércia da Enel, ressaltou Caiado, é com relação à vacinação contra a febre aftosa. Isso porque se as doses não forem mantidas em temperatura ideal, a imunização do rebanho não surte efeito, por conta da qualidade da vacina.

“Veja bem o risco que corremos, a maneira irresponsável com que a energia elétrica está sendo tratada. Nós vamos enfrentar esse problema de frente. Vocês podem ter certeza: nós estamos aqui é para defender o Estado de Goiás”, sublinhou Ronaldo Caiado.

As queixas da Enel também vêm de representantes na Assembleia Legislativa. O deputado Amauri Ribeiro disse que produtores rurais de Piracanjuba, Caçu e Palminópolis, sem energia, estão tendo prejuízos.

“Tem gente que chega há ficar 11 dias sem energia. São perdas diversas na produção de carnes, verduras, leites e outros produtos apodrecendo. Empresários e produtores rurais querem investir, gerar emprego e renda, mas não recebem a energia elétrica”, afirmou.

O deputado Alysson Lima disse que a “Enel é um câncer que tem que ser extirpado de Goiás. Chegamos ao ponto que não dá mais para conversar”. O parlamentar afirmou que representantes da Enel tentaram se reunir a portas fechadas na Alego, mas ele não recebeu ninguém. “A Enel vai perder espaço em Goiás”, prevê.

Humberto Aidar comparou a atuação da Enel em Goiás como um matrimônio malsucedido. “É um casamento que já se tentou de tudo, mas não dá certo. Não vejo outro caminho a não ser a intervenção. Romper esse contrato e buscar outra companhia”, afirmou o deputado, ressaltando que a empresa não cumpre o contratado e não tem seriedade.

O parlamentar Henrique Arantes disse que a Enel cobra taxas abusivas e prejudica os produtores rurais. Ele também criticou o programa Luz Solidária, da empresa, que permite aos interessados trocar equipamentos antigos por modelos novos, com o objetivo de economizar energia elétrica. “Eles inflacionam o preço do novo, então, no fim, não tem economia nenhuma. O que a Enel faz é uma fraude com o consumidor goiano, ela vende tudo pela metade do dobro”, destacou.

Continue Lendo

Em Alta