Conecte-se

Esporte

Times de Anápolis se preparam para o Goianão 2018

Publicado

em

O Goianão está se aproximando e as equipes de Anápolis se preparam para começarem bem a competição. Além dos fortes treinamentos durante todo mês de dezembro, neste início de ano as equipes agora passam para a busca de ritmo de jogo com amistosos e jogos treinos.

TRÊS TIMES NA ELITE

Os três times anapolinos jogarão, pela segunda vez, na divisão de elite do Campeonato Goiano. Em 2014, Anápolis também conseguiu três das dez vagas da primeira divisão, mas apenas a Anapolina conseguiu fazer páreo aos times da capital, enquanto o Grêmio Anápolis ficou fora da classificação para competições nacionais e o Anápolis terminou rebaixado.

Em 2018, as três agremiações querem alcançar voos mais altos e garantir ao menos vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro. Para isso, trabalham arduamente, desde meados de dezembro, para chegarem em boas condições físicas e técnicas.

PREPARAÇÃO

Nem só de treinos físicos ou técnicos é feita uma pré-temporada. É necessário também colocar os atletas para ganhar ritmo de jogo e isso só se ganha em partidas amistosas e jogos treinos. Desta forma, Grêmio, Anapolina e Anápolis utilizaram essas poucas semanas do ano para observar jogadores e esquemas táticos em amistosos.

GRÊMIO ANÁPOLIS

A Raposa volta à elite com moral de campeão da divisão de acesso, título em cima da rival Anapolina. Sempre apostando em jovens promessas mesclados com jogadores de bom potencial esportivo e também comercial, já que o time exporta jogadores para clubes da Europa e tem isso como fonte de receitas e recursos.

Com essa política comercial é muito difícil apostar no time para grandes ambições, pois seus jogadores de destaque acabam saindo com o campeonato correndo. Desta vez, antes mesmo de começar o Goianão, dois de seus destaques já foram negociados com times do futebol português e assim nem estreiam na competição regional.

Mesmo com essas dificuldades fora de campo, os comandados de Edson Júnior tentam alcançar a glória pessoal e coletiva. Nos primeiros testes antes do Goianão foram três empates, uma vitória e uma derrota.

ANAPOLINA

A Rubra viveu momentos de incerteza com a saída do presidente Leandro Ribeiro e a ascensão de uma nova diretoria capitaneada por um velho conhecido, o ex-deputado e presidente de honra da Anapolina Pedro Canedo.

Em campo, o time de Vilson Taddei vai em busca de tempos melhores para fugir dos problemas fora dele. A equipe realizou duas partidas preparatórias contra equipes de Brasília, Samambaia e Ceilândia, saindo vencedor nos confrontos.

A torcida, maior patrimônio da Xata, é a principal arma para o clube conquistar o sonho de chegar à classificação para competições nacionais. Ela é fundamental para apoiar uma equipe que chega com bons valores e jogadores experientes, mas pode sofrer sem a presença dos torcedores no Jonas Duarte apoiando e ajudando financeiramente através do projeto Torcida Premiada.

ANÁPOLIS

O vice-campeão goiano em 2016 e um campeonato decepcionante no ano seguinte, qual será a cara do Galo para este campeonato? O tradicional clube anapolino traz jogadores experientes, representados na figura do atacante Schwenk. Com 38 anos ele é a esperança de gols da equipe tricolor, que sem o dinheiro dos investidores e empresários apaixonados pelo clube, olham também para promessas da base como o centroavante Pedro Henrique, um dos destaques do clube no Goianão 2017.

Para liderar o tricolor ao sucesso neste ano, a aposta é em Karmino Colombini. O treinador com vasta experiência no futebol goiano foi o escolhido pela diretoria neste momento de rara instabilidade financeira na Boa Vista.

Nos jogos preparativos a equipe ainda não convenceu o torcedor e não emplacou nenhuma vitória, pelo contrário, perdeu nas duas oportunidades. Neste sábado (12.jan) a equipe do Anápolis joga contra o Real-DF, equipe esta que já venceu o Galo no primeiro amistoso do ano, a outra derrota foi em um jogo bastante movimentado contra o Brasiliense com o placar de 3×2 para a equipe candanga.

Dia 17 de janeiro começam os jogos do Goianão 2018. Na primeira rodada terá uma repetição da final da Divisão de Acesso com Anapolina e GEA se enfrentando no Jonas Duarte a partir das 20h30. Já o Anápolis busca seus primeiros pontos na competição contra o Rio Verde no dia seguinte, também no estádio municipal, contra a equipe do Rio Verde às 20h30.

 

 

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Esporte

Competição de natação do Centro-Oeste é realizada neste sábado, 18, em Anápolis

Publicado

em

Na manhã deste sábado (18.Mai), às 8h30, acontece no Parque Aquático da UniEvangélica o último dia do festival de natação CBDA/Correios Centro-Oeste de mirim e petiz que integra a programação dos jogos abertos.

Confira abaixo os horários:

7h30 – Aquecimento

8h30 – Solenidade de Abertura e Desfile das Equipes

9h – Início da 2ª etapa

14h – Aquecimento

15h – Início da 3ª etapa

São 18 modalidades inscritas nos jogos abertos, as competições acontecem entre mais de 300 agremiações divididas entre, por exemplo, Basquete, Badminton, Futevôlei, Handebol, Futebol, Futsal, dentre outras. O campeonato que já está em sua 29º edição tem duração de dois meses e acontece sempre no primeiro semestre do ano.

Na modalidade de natação os atletas paraolímpicos do projeto anapolino esporte em ação se destacaram e saíram na frente em todas as provas na competição dos jogos abertos que aconteceu no último sábado (11. Mai). Confira o resultado.

Continue Lendo

Esporte

Familiares de judoca Anapolina buscam apoio para mantê-la no esporte

Publicado

em

No dia 4 de maio a judoca anapolina Roberta Borges participou de uma das etapas decisivas do campeonato brasileiro região IV sediado na cidade Ji-Paraná em Rondônia pelo Distrito Federal, onde foi campeã na categoria sênior e vice no sub 21. Na competição havia mais de 800 participantes de diferentes estados do país, incluindo Goiás.

Judoca anapolina Roberta Rodrigues

No próximo fim de semana a atleta também irá competir em Belo Horizonte pelo Distrito Federal, na categoria sub-21 menos 78 kg.

Após vencer o campeonato em Rondônia, a atleta se classificou para a final do campeonato brasileiro em Lauro Freitas na Bahia. Ela irá competir em duas categorias que acontecerá em datas diferentes, sub-21 nos dias 7 e 8 de setembro, e sênior que será no dia 30 de novembro e 1 de dezembro.

O pai, Roberto Rodrigues, conversou com a equipe do A1minuto para falar sobre a carreira da filha no esporte. Segundo ele, a atleta não tem patrocínio e reclama da dificuldade que é manter as viagens da filha para as competições fora do estado.

“Muitas vezes preciso pedir ajuda a amigos e familiares. É um grande desafio, mas me esforço por ela que vem ganhando cada vez mais destaque no esporte. Meu pedido é para quem poder ajudar ela nessas competições que são longe, que nos ajude”, declarou Roberto.

Roberta é Anapolina e com as vitórias nas principais competições do Brasil, foi convidada para representar o Distrito Federal, onde ela ganhou mais oportunidades.

“Por isso eu peço que ajudem a divulgar os resultados da minha filha. Em Goiás ela não encontrou espaço, mas com todo seu esforço ela vem conseguindo bons resultados através do incentivo na Capital Brasileira. Quero que ela continue no esporte”, falou.

Continue Lendo

Esporte

Brasil surpreende EUA em final de revezamento 4x100m e conquista vitória

Publicado

em

O atleta Paulo André Camilo de Oliveira levou o Brasil à vitória fechando o revezamento masculino de 4×100 metros no IAAF World Relays em Yokohama, no Japão, neste domingo (12. Mai), ao terminar a prova com 38s05, apenas dois centésimos na frente do quarteto americano. Os britânicos marcaram 38s15 e ficaram na terceira posição.

Além do título, o quarteto brasileiro composto por Rodrigo Nascimento, Derick Silva, Jorge Vides e Paulo André fez a melhor marca do ano no mundo na temporada.

O IAAF World Relays é um torneio com provas de revezamento disputado desde 2014 que está em sua quarta edição e passou a ser bianual desde 2015. Essa é a primeira vez que o evento é realizado no Japão, as outras três primeiras edições foram disputadas nas Bahamas.

No 4×100 feminino, a equipe formada por Ana Carolina Azevedo, Lorraine Martins, Franciela Krasucki e Vitória Rosa terminou na quarta colocação, com tempo de 43.75 segundos. 

Continue Lendo

Em Alta