Conecte-se

Cultura

Programação da Flip movimenta a cidade de Paraty

Publicado

em

Em sua 17ª edição, a Feira Literária Internacional de Paraty (Flip) traz uma extensa programação que segue até o próximo dia 14. Entre as instituições que participam da feira este ano está o Museu da Língua Portuguesa, que foi atingido por um incêndio e passa por reconstrução. Em Paraty, o museu promoverá o primeiro ‘Flip Slam’, ou batalha de poesia falada, com convidados de seis países (Cabo Verde, Portugal, Brasil, Inglaterra, Estados Unidos e Espanha). O ‘Flip Slam’ acontecerá no dia 12 de julho. Com curadoria de Roberta Estrela D’Alva, uma das pioneiras do movimento slam no Brasil, a batalha de poesia internacional será realizada no Auditório da Praça.

Já o slam da Língua Portuguesa reunirá artistas nacionais na Casa da Cultura de Paraty, com microfone aberto ao público. A apresentação é de Emerson Alcalde, do Slam da Guilhermina, de São Paulo. O Museu da Língua Portuguesa também apresenta uma mesa literária, no dia 11, com o escritor e músico angolano Kalaf Epalanga e com o rapper e romancista Gaël Faye, natural do Burundi e criado na França.

Literatura e música

Na exposição interativa “A Energia da Língua Portuguesa”, na Praça Aberta, os visitantes conhecerão expressões típicas do idioma português e peculiaridades da língua nos países onde ela é falada. O público poderá participar ainda de gincanas, entre outras atrações.

Museu do Ipiranga

O Salão Nobre da Casa de Cultura de Paraty vai abrigar uma exposição com imagens históricas que mostram o início da construção do Museu Ipiranga, em 1885, e a modificação do espaço urbano ao redor do prédio ao longo dos séculos. No local, acontece no dia 12, às 10h30, a mesa literária “D. Pedro I – O Coração do Rei”, com a historiadora e jornalista Iza Salles e a historiadora e museóloga Vera Tostes.

No sábado (13), às 10h30, o Salão Nobre sediará debate sobre a história da construção do Museu do Ipiranga e as intervenções que serão feitas para sua recuperação, a partir de setembro deste ano. Na mesa, a diretora do Museu, Solange Ferraz de Lima, e Pablo Hereñú, arquiteto responsável pelo projeto de restauração do edifício monumento.

Música e poesia luso-brasileira

O palco instalado em frente à exposição “A Energia da Língua Portuguesa” receberá a cantora e compositora Adriana Calcanhotto no dia 11, às 22h30. No dia 12, será a vez do artista português Dino d’Santiago, vencedor este ano do Play – Prêmios da Música Portuguesa, nas categorias Melhor Artista Solo, Melhor Álbum (Mundo Nôbu) e Prêmio da Crítica. A apresentação está programada para começar às 23h50 e terá participação do músico angolano Kalaf Epalanga.

No sábado (13), às 14h15, será a vez de o rapper Vinicius Terra. Professor de português e literatura, o artista é considerado pioneiro na cultura hip-hop por buscar o fortalecimento dos laços entre os países de língua portuguesa.

Gastronomia

A Flip não é somente um evento literário. Para o dia 12, às 12h, está programado, no Salão Nobre da Casa de Cultura, um showcooking com o chef português Miguel Laffan, vencedor de uma estrela Michelin, e Ana Bueno, chef do restaurante Banana da Terra, de Paraty. Eles vão preparar juntos uma receita que vai reproduzir as técnicas de sabores da culinária portuguesa de séculos passados.

Sesc na Flip

Cerca de 100 atrações estão previstas para o espaço do Serviço Social do Comércio (Sesc) na Flip 2019. Exposições, oficinas, bate-papos, cafés literários, lançamentos de livros, cinema, música e intervenções artísticas ocorrerão em quatro espaços fixos: unidade Santa Rita, na Casa Edições Sesc, unidade Caborê e espaço do Areal do Pontal. Todas as atividades são abertas e gratuitas.

Haverá shows musicais com os cantores Chico Cesar; Cátia de França; e Dandara Manoela, que apresentará o álbum Retrato Falado e a Orquestra Mundana, formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados.

Para crianças

Para o público infantil, estão previstas brincadeiras e leitura no espaço “Ler e brincar é só começar”, na unidade Santa Rita, durante os quatro dias da Flip. No Sesc Areal do Pontal, o bate-papo “Criança escrevendo para crianças” contará com a presença da escritora amazonense Beatriz Guimarães Menezes, de 18 anos, cujo primeiro livro foi publicado aos 8 anos. Haverá, ainda, contação de histórias, intervenções poéticas, performances circenses e apresentações artísticas.

Record e autores

O Grupo Editorial Record leva à cidade de Paraty quase vinte autores, dos quais quatro participam da programação oficial da Flip: as jornalistas Cristina Serra e Marilene Felinto; o crítico de cinema Ismail Xavier e o historiador José Murilo de Carvalho. Monica Benício, companheira da vereadora Marielle Franco, morta há mais de um ano no Rio de Janeiro, junto com seu motorista Anderson Gomes, participará de mesa literária sobre Euclides da Cunha na Casa Libre & Sta. Rita de Cássia, no dia 12, às 18h30, ao lado do biógrafo Mário Magalhães.

Outro escritor que se dedica à temática do sertão brasileiro, Graciliano Ramos, será o foco do debate programado para sexta-feira (12), às 15h, do qual participarão seu neto, o também escritor Ricardo Ramos Filho, e o biógrafo Mário Magalhães.

Brejeiras

Lançada em abril do ano passado, a Revista Brejeiras é escrita por cinco mulheres lésbicas (Camila Marins, Cristiane Furtado, Laila Maria, Luísa Tapajós e Roberta Cassiano) e se destina a igual público. Durante a Flip, as editoras são as convidadas da Casa Philos, onde promoverão o lançamento da quarta edição da revista.

Independentes

Com o espírito de colaboratividade, os espaços Casa Libre e Santa Rita da Cassia se uniram para participar da 17ª edição da Flip e prometem atrair, além de escritores, muitos leitores, com a meta de destacar iniciativas que incentivam a leitura.

“Queremos também reforçar a bandeira da bibliodiversidade, outra marca dessa parceria com a produtora cultural Cassia Carrenho”, disse a presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre), Raquel Menezes. Ela entende que a união das duas casas traz uma oportunidade de mostrar, de forma prática, que por meio da colaboratividade é possível fazer muita coisa dentro do mercado editorial e com um objetivo único de garantir acesso à leitura.

No dia 10, a Casa Libre e Santa Rita da Cassia vão desenvolver uma programação voltada exclusivamente para os professores. Nesse mesmo dia, entre outras atrações, haverá o workshop “Bibliotecas transformadoras”, conduzido por Renata Costa, secretária-executiva do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL).

Na sexta-feira (12), o destaque será a tecnologia. A “Tarde Digital”, em parceria com Árvore de Livros, Bibliomundi, Bookwire e Storytel, vai debater como usar o conteúdo digital para transformar pessoas em leitores.

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Cultura

Festival Goiânia em Cena abre programação com noite de tango e teatro

Publicado

em

Por

Promovido pela prefeitura de Goiânia, o 17º Festival Internacional de Artes Cênicas Goiânia em Cena abre sua programação nesta quarta-feira (16/10), às 18h30, com a apresentação “TanGoiânia”, do grupo Tango Salão em Pauta, no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro. Em seguida, às 19h, terá o espetáculo é “O Príncipe”, da Indelicada Cia. Teatral. Na mesma data, às 21h, acontece no Centro Cultural UFG, o espetáculo “Cru”, do Grupo Ateliê do Gesto.

O Festival, que está na programação especial do aniversário de 86 anos de Goiânia, prevê apresentações em vários locais da cidade até o dia 24 de outubro. Serão nove dias de espetáculos cênicos de produção local, nacional e internacional apresentados em diversos locais da cidade, além de oficinas, rodas de conversas e performances. Quem quiser participar da programação, basta trocar um livro literário por um ingresso no Goiânia Ouro, ou no local do espetáculo com uma hora de antecedência.

Confira a programação completa do Goiânia em Cena:

Dia 16/10 – quarta-feira

18h30 – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro (Café Cultura)

TanGoiânia – cenas curtas de tango pela cidade

Tango Salão em Pauta (GO)

Dança, 12 min., livre

19h – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

O Príncipe

Indelicada Cia. Teatral (GO)

Teatro, 45 min., Livre

21h – Centro Cultural UFG

Cru

Grupo Ateliê do Gesto (GO)

Dança, 50 min., 14 anos

Dia 17/10 – quinta-feira

19h – Centro Cultural UFG

Gato negro

Cia. De Teatro NU Escuro (GO)

Teatro, 50 min., 15 anos

21h – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

Prego na testa

Parlapatões (SP)

Teatro/Comédia, 80min, 14 anos

Dia 18/10 – Sexta-feira

17h30 – Rua Setor Pedro Ludovico

Donde estão as estrelas

Grupo Teatro que roda (GO)

Teatro de Rua, 50 min. Livre

19h – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

Jogo da verdade

Grupo de Teatro Guará (GO)

Teatro, 30min., Livre

21h – Teatro Goiânia

Estou sem silêncio

Quasar Cia. De Dança (GO)

Dança, 55 min., 10 anos

Dia 19/10 – Sábado

16h30 – Parque Flamboyant

Oração ao tempo

Modernidades (GO)

Dança, 13 min., livre

17h – Parque Flamboyant

Astrolábio, acima do horizonte

Circo Pirata Show (SC)

Teatro de Rua, 55 min., Livre

19h – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

À sombra de Dom Quixote

Coletivo Miasombra (GO)

Teatro de Rua, 40 min., Livre

Ingresso: 20,00 inteira e 10,00 meia

21h – Teatro Goiânia

Predicativo do sujeito

Projeto Caixa de Memórias (GO)

Dança, 26 min., 10 anos

Dia 20/10 – Domingo

10h30 – Feira do Cerrado

No meio do caldeirão

Cia. Ju cata-histórias (GO)

Narração de histórias + música + cultura, 40 min., 6 anos

11h – Feira do Cerrado

Charanga dos palhaços

Asas do Picadeiro (GO)

Performance, 30 min. Livre

16h30 – Centro Cultural UFG

Defloorislava

Grupo Imagem (GO)

Teatro, 10 min. Livre

17h – Centro Cultural UFG

Tem um dragão aqui!

Casa 107 (GO)

Teatro, 45 min., 7 anos

19h30 – Rua em Frente o Teatro Goiânia

Jogo da Verdade

Zabeta Criações (GO)

Performance, 20 min., Livre

20h – Teatro Goiânia

A invenção do Nordeste

Grupo Carmin (RN)

Teatro, 40 min., 12 anos

Dia 21/10 – Segunda – Feira

19h – Teatro Goiânia

No fundo do poço

Grupo Arte e Fatos – PUC GO e Associação Cultural Casa de Nazaré (GO)

Teatro, 60 min., 14 anos

21h – Centro Cultural UFG

Josefina La Gallina, Puso Un Huevo Em La Cocina

Vaca 35 Teatro en Grupo (MEXICO)

Teatro, 45 min., 14 anos

Dia 22/10 – Terça – Feira

19h – Teatro Goiânia

Sr. Will

Giro8 Companhia de Dança(GO)

Dança, 50 min., Livre

20h – Centro Cultural UFG

Estilhaço

Anna Behatriz e Jeferson Leite(GO)

Dança, 30 min., 18 anos

21h – Centro Cultural UFG

Mundo cão

Federação de Teatro de Goiás FETEG (GO)

Teatro, 60 min., 18 anos

Dia 23 – Quarta – feira

10h30 – CAT – Centro de atendimento ao turista / Aeroporto Santa Genoveva

Mulheres são poesias

Narratividade (GO)

Performance, 30 min., livre

18h- Centro Cultural UFG

A noite dos assassinos

Máskara – Núcleo Transdisciplinar de Pesquisas em Teatro, Dança e Performance(GO)

Teatro, 120 min., 16 anos

21h – Teatro Goiânia

Barulho d’água

Companhia Nova de Teatro (SP)

Teatro, 60 min., 16 anos

22h – Federação de Teatro de Goiás – FETEG

Contemporânea

Laura Zé (GO)

Performance, 15 min. 14 anos

22h30 – Federação de Teatro de Goiás – FETEG

Festa Show

Animambembe (GO/SP)

Último Tipo

E Baile na Agulha

com DJ Kleuber Garcez (GO)

Ingressos: 5,00 preço único (a bilheteria se destina à FETEG)

Dia 24/10 – Quinta-Feira

14h – Centro Municipal Goiânia Ouro

Roda de Conversa com diretores, produtores e artistas

17h – Teatro Goiânia

O grande circo mágico

F2 Produções (GO)

Teatro/Circo, 60 min., Livre

Oficinas/workshop – Goiânia em Cena

Dia 17/10 – Quinta-feira

Aula-espetáculo

Ministrante: Hugo Possolo (Parlapatões)

Carga Horária: 2hs

14h30min às 16h30min – Teatro Goiânia Ouro

Publico alvo: Atores, diretores, estudantes de artes Cênicas e afins, acima de 18 anos.

Dias 19 e 20/10 – sábado e domingo

Dramaturgia e direção: Vivência escrita e atuação

Ministrante: Henrique Fontes

Carga Horária: 10hs

09h às 12h e 14h às 18h – Espaço da FETEG

Publico alvo: Atores, diretores, estudantes de artes Cênicas e afins, acima de 18 anos.

Dias 21, 22, 23/10 – Teatro Goiânia Ouro

Teatro e Performatividade

Ministrante: Lenerson Pdonini

Carga Horária: 20hs

Público alvo: Atores, diretores, estudantes de artes Cênicas e afins, acima de 18 anos.

Dias 21 e 22/10 – 09h às 12h e 14h às 18h

Dia 23/10 – 09h às 12h e 14h às 17h

Dias 21, 22, 23/10 – Oficina Cultural Geppetto

Criação e Máscaras com sucatas plásticas

Ministrante: Aline Chaves

Carga Horária: 12hs

Nº de vagas: 20

08 às 12h

Público alvo: Pessoas com idade igual ou acima de 15 anos. Estudantes e interessados em geral.

Para mais informações acesso o site oficinal: http://goianiaemcena.com.br/2019/

Serviço
Assunto: 17º Festival Internacional de Artes Cênicas Goiânia em Cena
Data: 16 a 24 de outubro
Contato: Assessoria de Comunicação – Secult (62) 99236-3820

Continue Lendo

Cultura

Festival Gastronômico da Serra da Mesa é neste fim de semana

Publicado

em

Por

O Josephina’s – Comida de Tradição vai ser realizado nesta sexta-feira (11.Out) , a partir das 18 horas, e no sábado (12.Out), no Centro Histórico de Niquelândia. O cardápio valoriza a produção dos municípios que integram a Região Turística do Vale da Serra da Mesa, respeita a história e os sabores seculares, e chega aliado a propostas inovadoras, dentro do programa Rotas Gastronômicas lançado pelo Governo de Goiás, através da Goiás Turismo.

O 1º Festival Gastronômico do Vale Serra da Mesa vai oferecer pratos com destaque para produtos regionais, como o Arroz Serra Negra e Casal Raiz, que levam pequi, queijo e tempero especial, além da Carne de Garimpeiro com Cuscuz, Pururuca de Senzala, Ceviche Serra da Mesa, Farofa do Muquém, Queijos Temperados, Abraçadinhos na Serra, Caldo com Pururuca de Tiras e Pamonha na Chapa com Lombo de Porco.

Quem gosta de doce também estará bem servido: Biscoito Fervido, Bolo de Cuia, Biscoito Pau a Pique e o Quebrador de Flor Josephina’s prometem agradar.

A festa vai ser no Casarão, que fica na Praça da Matriz, no Centro Histórico de Niquelândia. Minaçu, Padre Bernardo, Porangatu e Uruaçu, que ajudam a compor a Região Turística, fazem parte do Festival, assim como Mara Rosa, que participa tendo o açafrão como atração.

Os empresários de Niquelândia que vão servir suas especialidades durante essa grande festividade da culinária regional estão sendo incentivados a manter esses pratos no cardápio depois do evento, contribuindo para formatar a identidade da Rota Gastronômica.

Além de tanta comida gostosa, no primeio dia de evento vai ter Congada, Orquestra Lírios do Vale, Orquestra de Violões Sinfonia do Cerrado e shows com cantores locais. Na sexta-feira (11.Out), às 20h30, começam as apresentações com os artistas do Vale Serra da Mesa e às 22h30 tem a dupla sertaneja Ivon e Ivoney.

No sábado (12.Out), a festa se inicia cedo. De manhã tem Cenáculo com Maria e atividades na Igreja São José. Como o dia é das crianças, às 11h30 tem o Mini Chef, em parceria com as escolas. Às 12h30 tem música: pagode, sertanejo, raiz e popular.

No final da tarde, às 17 horas, vem as apresentações culturais do Vale e às 20h30 os artistas locais. Para fechar a festa da culinária da região, está agendado para as 21h30 o show Três Cantos com Pádua, Maria Eugênia e Tom Cris.

Rotas Gastronômicas regionalizadas – tripé

O Programa Rotas Gastronômicas reúne Sustentabilidade, Inclusão Social e Empreendedorismo. O objetivo é desenvolver a Gastronomia nos municípios goianos por meio da criação de rotas gastronômicas regionais, onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer o potencial culinário das 10 Regiões Turísticas do Estado, movimentando a economia goiana. A regionalização é o foco e o grande diferencial do projeto. A partir dessa iniciativa inédita, os municípios terão apoio do Governo do Estado na identificação dos produtos e realização de festividades gastronômicas, atividades de roteirização e noções de economia para agregar valor ao produto existente na comunidade.

O Programa da Goiás Turismo, além disso, vai atuar no resgate de talentos, proporcionando o exercício da cidadania e melhoria de qualidade de vida da população. A preocupação com o Meio Ambiente também faz parte do Rotas Gastronômicas, que irá promover a qualificação sobre os potenciais nutricionais, culturais, econômicos, medicinais e ambientais dos alimentos da sociobiodiversidade, relacionando-os ao movimento da Gastronomia Regional, à Agricultura Familiar, Agroecologia, Economia Solidária e Educação Ambiental.

Continue Lendo

Cultura

Reforma do Teatro municipal de Anápolis é avaliada em cerca de R$ 1,1 milhão

Publicado

em

O Teatro Municipal de Anápolis começa a ser reformado nesta segunda-feira (9.Out). O anúncio foi feito no Hall do Centro Administrativo e contou com as presenças de agentes políticos, membros do Conselho Municipal de Cultura, imprensa e população em geral.

A secretária municipal de Cultura, Eva Cordeio, afirmou que o local terá uma nova estrutura, com previsão de entrega em sete meses.

O projeto conta com troca dos forros de gesso por fibra mineral, ar condicionado, carpete, iluminação e acústica, substituição de acentos por poltronas acolchoadas e retráteis, instalação de banheiros no primeiro piso, dentro dos padrões de acessibilidade, a elevação da última fileira para dar melhor visibilidade, e criação de duas saídas de emergência laterais.

O valor do investimento é de cerca de R$ 1,1 milhão oriundas do Ministérios do Turismo (R$ 780 mil) e Cidadania (R$ 371.819,34) por meio de verbas parlamentares, com contrapartida de R$ 67.724,43 do tesouro municipal.

A obra é um pedido da classe cultural na cidade que precisa do espaço público para mostrar diversas manifestações artísticas como, por exemplo, dança, teatro, e música.

Na ocasião, artistas e alunos da Escola de Teatro de Anápolis (ETA) comentaram a reforma da estrutura.

“A gente sabe o tanto que é importante esse espaço, não só para a formação dos nossos atores, mas para a educação cultural de Anápolis. Porque além dos espetáculos que se apresenta aqui no teatro, a gente também trata como um lugar de ensino, um laboratório para os nossos alunos”, ressaltou a coordenadora da ETA, Ilmara Damasceno.

Em junho do ano passado, a administração pública municipal já tinha informado que os projetos para a reforma tinham sido apresentados ao Governo Federal. São mais de 20 pedidos paralelos, dentro das normas dos bombeiros para colocar extintores de incêndio e pontos de acessibilidade.

Enquanto a reforma é feita, a Secretaria de Cultura fará parcerias com auditórios das escolas da cidade como, por exemplo, Senac, IFG, Sesc, e outros locais que ofereçam a estrutura necessária para as atividades da cidade.

O Teatro Municipal de Anápolis foi construído em 1985. A estrutura acomoda até 500 pessoas sentadas, e conta com palco, camarim, sala de som e banheiros.

Continue Lendo

Em Alta