Conecte-se

Últimas Notícias

Parte do talude de mina da Vale se desprende em Barão de Cocais

Publicado

em

A mineradora Vale informou nesta manhã que uma parte do talude norte da cava da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), se desprendeu durante a madrugada de hoje (31). Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, não há indícios de que o incidente tenha causado danos à estrutura da barragem.

Segundo o Major Marcos Pereira, da Defesa Civil estadual, o “escorregamento” de uma pequena parcela da base do talude não causou nenhuma alteração significativa na estrutura, não sendo necessário sequer acionar as sirenes de alarme. “É uma acomodação natural que, em um primeiro momento, não coloca em risco a segurança do local”, disse.

Taludes são planos de terreno inclinados, espécies de paredões que cercam a chamada cava da mina, ou seja, a escavação no terreno. O talude serve para garantir a estabilidade do terreno escavado. Sua queda pode provocar o rompimento de uma barragem, seja ao atingi-la, seja pela vibração no terreno decorrente da queda. No caso da mina de Gongo Soco, a barragem Sul Superior está a pouco mais de um quilômetro de distância do talude que ameaça ruir em breve.

Em nota, a Vale afirmou que os fragmentos do talude que se soltaram nesta madrugada se acomodaram no fundo da cava. A empresa assegurou que as primeiras avaliações indicam que o material está deslizando de forma gradual, reforçando as estimativas de que o desprendimento do paredão ocorra “sem maiores consequências”.

“A cava e a barragem Sul Superior, que fica a 1,5 km da mina, seguem com monitoramento 24 horas por dia de forma remota, com o uso de radar e estação robótica capazes de detectar movimentações milimétricas, além de sobrevoos com drone. A barragem está em nível 3 [de risco] desde 22 de março e a Zona de Autossalvamento (ZAS) já havia sido evacuada preventivamente em 8 de fevereiro”, asseguro a Vale, na nota em que garante estar prestando todas as informações às autoridades e à população de Barão de Cocais.

Documentos da própria Vale divulgado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) no último dia 16 sugeriam a possibilidade do talude da mina de Gongo Soco ceder até o sábado passado (25). O receio é de que a barragem se rompa com a queda do talude e atinja Barão de Cocais e outras cidades próximas, como Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo. O Rio Doce também pode ser atingido, segundo informou a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad).

No último dia 17, o diretor da Agência Nacional de Mineração (ANM), Eduardo Leão, já havia declarado que o talude de Gongo Soco certamente desmoronaria. “Isso é um fato”, disse Leão, ao anunciar a interdição e a suspensão das atividades do complexo minerário e explicar que, até que o talude ceda, apenas operações seguras para tentar recuperar a estabilidade das estruturas poderiam ser realizadas. “O que estamos fazendo agora é minimizando os riscos, evitando que pessoas transitem dentro da cava ou que sejam atingidas”, disse o diretor na ocasião.

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Últimas Notícias

Acidente grave na BR 153 deixa três mortos

Publicado

em

Na tarde desse domingo (14. Jul), um acidente, após uma colisão frontal de um carro de passeio em um caminhão na BR 153, km 268, município de Nova Glória, deixou três vitimas de uma família que estava em viagem.

Segundo levantamentos preliminares feitos pela Polícia Rodoviária Federal, o caminhão que seguia sentido norte, para não bater na traseira de uma carreta, invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com um Hyundai HBR que seguia no sentido contrário.

Com o impacto, os dois veículos saíram da rodovia e foram parar na faixa de domínio da via, no sentido norte/sul.

No carro de passeio viajavam seis pessoas, morreram na hora dois adultos e uma criança e os outros passageiros, uma adolescente e dois adultos tiveram ferimentos graves e foram encaminhados ao hospital Municipal de Ceres.

O condutor do caminhão foi submetido ao teste de bafômetro e não estava alcoolizado.

Continue Lendo

Últimas Notícias

PRF flagra carro de capacidade para 5 levando 11 pessoas, em Anápolis

Publicado

em

No final da tarde desse domingo (14.Jul), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou na BR 060, em Anápolis, um carro de passeio, Honda Civic, com capacidade para cinco pessoas transportando 10 pessoas, além do motorista.

O carro seguia de Abadiânia para Anápolis quando foi parado pelos agentes na unidade operacional da PRF local. No interior do veículo havia 11 pessoas, sendo oito adultos e três crianças de 3, 7 e 9 anos de idade.

Além do excesso de lotação, o carro possuía pneus carecas, os passageiros não utilizavam cinto de segurança e a criança não estava na cadeirinha.

O veículo foi retido e o motorista autuado em quatro infrações de trânsito, sendo 1 média,  2 graves e 1 gravíssima, o que pode lhe render mais de 800 reais em multas e 21 pontos na CNH.

Continue Lendo

Últimas Notícias

Secretário é indiciado por acidente causado por buraco em rua de Anápolis

Publicado

em

Por

A Polícia Civil indiciou o secretário de Obras de Anápolis , Francisco Elísio Lacerda, pela morte da professora Thalita dos Santos Bueno, de 20 anos, em abril último. A vítima pilotava uma moto quando foi atropelada após passar por um buraco na rua, se desequilibrar e cair. A corporação entendeu que o buraco foi à causa do acidente.

Lacerda deve responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. De acordo com a polícia, ele foi responsabilizado por omissão e negligência, uma vez que a manutenção na rua não ocorria há pelo menos quatro meses.

A corporação entendeu ainda que a motorista que atropelou a jovem não teve culpa no acidente.

O documento aponta que, segundo a perícia, o buraco que causou o acidente tinha mais de 1 metro de comprimento. Câmeras de segurança registraram a queda e o atropelamento, mas as imagens não foram divulgadas em respeito à família.

Morte

Thalita morreu no dia 15 de abril, quando passava pela Rua Joaquim Propício de Pina, no cruzamento com a Avenida Santos Dumont, uma das vias mais movimentadas do município. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

A jovem estava no último ano do curso de pedagogia e, segundo a família, trabalhava como voluntária levando alegria a crianças através do teatro.

Continue Lendo

Em Alta