Conecte-se

Tecnologia

Anatel anuncia medidas para banda larga mais acessível

Publicado

em

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou uma série de intervenções no mercado de atacado de telecomunicações – formado por grandes redes de tráfego, por onde passam informações e dados dos serviços (como a voz em uma ligação ou uma mensagem de e-mail).

As medidas, previstas no Plano Geral de Metas de Competição (PGMC), visam favorecer a competição na oferta de serviços em 3.909 municípios com pouca ou nenhuma competição no setor.

Conforme estabelecido, as grandes empresas – como Oi e Telefônica, na telefonia fixa; e Vivo, Claro, TIM e Oi na telefonia celular – terão que disponibilizar para os pequenos provedores de serviços de telecomunicação acessos a dutos de cabeamento, roaming nacional, troca de dados em alta capacidade e interconexão telefônica. 

O diretor-presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, assinala que a iniciativa visa tornar o mercado mais eficiente, e podem resultar em redução no preço dos serviços para o consumidor final, em especial na banda larga.

Farinha de trigo e pão

“Começa um ciclo agora de maior dinâmica para o mercado de atacado”, disse Leonardo Euller que comparou a regulação da agência com a regulação do preço da farinha de trigo para favorecer o segmento de panificação.

“Eu posso regular o preço do pão ou escolher regular o preço da farinha e a partir disso estimular a competição no mercado do pão. O principal benefício é a melhoria da qualidade e a potencial redução dos preços dos serviços de telecomunicações, em especial a banda larga”, acrescentou. 

A intervenção no mercado de dutos foi apontada pela agência como uma das principais medidas para favorecer os pequenos provedores, que já são responsáveis pela maioria dos acessos à internet no país. A redução do preço no mercado de dutos é de “centenas de vezes o valor mensal devido por quilômetro compartilhado. Em versões anteriores das ofertas, já foram registrados preços superiores a R$ 50 mil por quilômetro de duto compartilhado”, descreveu nota da Anatel. A agência apontou que os preços ficarão na faixa de R$ 120 a R$ 750 o km.

Já no mercado de dutos, a Anatel aponta que os provedores regionais de banda larga vão contar com melhores condições de transporte de tráfego em 2.493 municípios. Os preços terão uma variação de R$ 1,40 a R$ 24 o megabit por segundo (Mbps). As ofertas irão viabilizar as conexões nos seis grandes pontos de tráfego indicados pela agência: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Curitiba e Brasília.

De acordo com o superintendente de competição da Anatel, Abraão Balbino, os pequenos provedores terão maiores condições de expandir o serviço, especialmente em municípios de pequeno e médio porte.

“Este é um pleito de contestação dos provedores e principal falha de mercado no transporte de internet no Brasil. Ninguém entregava condições para os pequenos provedores, agora você tem um preço controlado para chegar aonde está o conteúdo em uma condição vantajosa. Isso vai ampliar a qualidade e reduzir os preços da banda larga em todos esses pontos”, disse Balbino.

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Cidades

Servidores do Distrito Federal usarão carros elétricos compartilhados

Publicado

em

Por

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou projeto piloto que usa carros elétricos compartilhados no transporte dos servidores públicos. O projeto Vem DF conta inicialmente com uma frota de 16 veículos elétricos modelo Twizy, da marca Renault para que servidores cadastrados possam se deslocar por rotas previstas no software do automóvel.

A princípio, o GDF tem dois carros habilitados para fazer o transporte de servidores e, gradualmente, os demais carros receberão a instalação do software que permite o uso compartilhado. Foram entregues 12 veículos, os outros quatro chegarão a Brasília até o final do ano.

Rotas

Os novos veículos terão uma rota restrita ao percurso entre a Esplanada dos Ministérios, onde ficam os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais, e as sedes dos órgãos da administração do DF. Os carros poderão transitar até 100 Km com uma velocidade de 80 quilômetros por hora.

O Governo do Distrito Federal, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial e o Parque Tecnológico Itaipu  lançam  no Palácio do Buriti,o projeto de compartilhamento de veículos elétricos para frotas públicas VEM DF

O aplicativo será viabilizado por um software (MoVe), que permite reservar os veículos disponíveis e acompanhar a localização deles. O aplicativo rastreia o automóvel, monitora a velocidade, a carga de bateria e as rotas percorridas. Os carros serão desbloqueados com cartões dos usuários cadastrados no sistema.

Para garantir o carregamento dos veículos elétricos, serão instalados por toda a capital 35 pontos de recarga. Os eletropostos permitirão abastecimento gratuito e serão de uso público, e não apenas da frota do governo.

O investimento da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) empresa responsável pelo investimento nos carros e eletropostos é de R$ 2,1 milhões. 

Um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) assinado entre ABDI, PTI e GDF viabilizou o início do projeto em Brasília. Os veículos serão cedidos ao governo distrital em forma de comodato, com cláusulas sobre operação, manutenção, taxas e seguros.

IPVA

No lançamento do projeto, o governador Ibaneis Rocha anunciou que o governo prepara projeto de lei para isentar carros elétricos de IPVA por cinco anos. Segundo Ibaneis, o projeto está pronto e será encaminhado para a Câmara Legislativa do DF.

Continue Lendo

Tecnologia

Instagram vai remover aba ‘seguindo’ do aplicativo

Publicado

em

Por

A aba favorita dos stalkers de plantão está com os dias contados. O Instagram informou nesta segunda-feira (7. Out) que vai desativar a aba “seguindo” do aplicativo.

A alteração acontecerá de maneira gradual nos Estados Unidos a partir desta semana, segundo o vice-presidente de produto da rede social, Vishal Shah, afirmou ao Buzzfeed News. De acordo com ele, o recurso não era usado frequentemente pela maioria dos usuários.

Além de revelar as fotos que cada uma das pessoas seguidas curtem, a opção também mostra os comentários feitos por amigos em outras fotos e os perfis que passaram a seguir.

Com a atualização, a rede social promete oferecer mais privacidade aos usuários, além de uma interface mais simples.

A aba “seguindo” aparece ao lado do ícone do perfil, no canto superior direito. O feed do recurso, no entanto, não permite filtrar as informações – apenas visualizá-las de acordo com o horário que aconteceram.

A rede social tem feito muitas alterações no aplicativo que tem dado o que falar entre os usuários. Em julho deste ano, o instagram começou a retirar a visualização do número de curtidas em fotos publicadas. 

Além de mudanças na interface do aplicativo, como o ‘modo noturno’ liberado no inicio deste mês de outubro para usuários beta e Apple.

Continue Lendo

Tecnologia

Programa disponibiliza até R$ 60 mil para startups goianas

Publicado

em

Por

Startups e empreendedores com ideias inovadoras têm até esta sexta-feira (4.Out) para se inscreverem no Programa Centelha. A iniciativa busca fomentar a comunidade empreendedora de Goiás e irá fornecer até R$ 60 mil para cada um dos 28 projetos selecionados no estado.

Somente no estado de Goiás, serão distribuídos R$ 1.680.000 às ideias selecionadas. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), jurisdicionada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SEDI), é a executora local do Programa.

O fomento será concedido na modalidade de subvenção econômica, o que significa que não precisará ser pago ou reembolsado. A verba poderá ser investida no custeio de despesas do negócio, como hospedagem, alimentação, passagens aéreas ou terrestres, materiais de consumo e serviços terceirizados.

A seleção das propostas de negócio será realizada em três etapas: inscrição de ideias, elaboração de projeto do empreendimento e elaboração do projeto de fomento. Após a seleção, o programa oferecerá ainda orientação e capacitação para abertura das empresas e pré-incubação durante seis meses.

A inscrição é gratuita e deve ser realizada na página https://go.programacentelha.com.br/. Podem participar pessoas físicas sem nenhuma empresa constituída ou Microempresas ou Empresas de Pequeno Porte (MEEPP), com data de constituição de até 12 meses anteriores à data de lançamento do edital, realizado em 4 de setembro de 2019.

Ideia inovadora

Na fase de inscrição, os candidatos deverão evidenciar especialmente o problema que sua ideia inovadora soluciona e suas oportunidades. Será preciso também descrever as características básicas da solução e diferenciar seu valor inovador diante do que já existe no mercado.

O perfil da equipe e sua capacidade de execução da proposta também serão avaliados no momento de inscrição da ideia. As equipes poderão ser compostas por até cinco membros, sendo um deles o coordenador do projeto.

Centelha

O Centelha tem como principal objetivo estimular a criação de negócios inovadores e comentar a cultura empreendedora. Além de recurso financeiro, o Programa irá oferecer capacitações e suporte para transformar as ideias em negócios de sucesso.

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação CERTI.

Continue Lendo

Em Alta