Conecte-se

Esporte

Anápolis Vôlei tem lampejos, mas perde para Taubaté no primeiro amistoso

Publicado

em

O Anápolis vôlei teve bons momentos, animou a torcida e até venceu um set, mas não conseguiu surpreender o Taubaté no primeiro amistosos da copa anapolina de voleibol. No Newton de faria, o Lobo Guará foi derrotado pelo atual campeão da superliga por 3 sets a 1, na noite desta terça-feira (20. Ago).

As equipes, em fase de pré-temporada, voltam a se enfrentar na quinta-feira (22. Ago), às 20 horas, também no Ginásio Newton de Faria.

O time anapolino iniciou dominante, e por vezes parou o grandalhão Vissoto no bloqueio. Raphael também foi uma das principais vítimas do paredão auriazul no set inicial. No ataque estreante Temponi virava todas. O Lobo Guará chegou a abrir quatro pontos na frente.

No entanto, a superioridade do atual campeão da superliga começou a aparecer. As bolas anapolinas, que antes caiam fáceis, agora dificilmente iam ao chão. O Anápolis passou a errar muito, especialmente no side-out. Assim o Taubaté virou e ganhou o primeiro set por 25 a 21.

O segundo set começou equilibrado, com dois times errando muito, somente nos saques, Anápolis e Taubaté cederam, cinco pontos cada ao adversário. No meio da parcial, no entanto, a equipe paulista começou a deslanchar. O atual campeão da superliga anotou oito pontos seguidos e abriu uma vantagem confortável.

Em ritmo de pré-temporada, o Lobo Guará cometeu muitos erros. No fim, os auriazuis ainda esboçaram uma reação, convertendo quatro pontos consecutivos e determinando o momento. A diferença chegou a cair para um ponto. Todavia, o Taubaté, manteve a tranquilidade e abriu 2 sets a 0, com um triunfo de 25 a 23 na segunda parcial.

A equipe da casa deixou a insegurança de lado no terceiro set. Com Madaloz, Wanderson e Temponi pegando fogo, o Anápolis abriu a frente para Taubaté logo de cara. Sem reação, o time paulista ficou nervoso e passou a cometer muitos erros não forçados, especialmente no saque.

Em momento algum, o lobo guará deu chance de reação ao rival. O levantador Paulo Renan controlou bem a velocidade da partida e apresentou um repertorio bem melhor nos passes. A eficiência anapolina rendeu a vitória por 25 a 21 e a manutenção da esperança.

O Taubaté foi avassalador no quarto set. O atual campeão acertou a mão no saque, principalmente com Vissoto. As bolas com os ponteiros passaram a não funcionar. Pelo meio, Lucas Gil virou algumas bolas, mas não foi o suficiente para incomodar a liderança paulista no placar.

Com a diferença aumentando, o Anápolis foi obrigado a forçar os saques e cometeu muitos erros. A desvantagem goiana chegou a 10 pontos no placar. Com tranquilidade, o Taubaté fechou em 25 a 17.

Com informações Esporte Goiano

Anúncio
Clique para Comentar

Deixe seu comentário

Esporte

Analista de desempenho do Goiás morre após cirurgia bariátrica

Publicado

em

Por

O analista de desempenho do Goiás, Rafael Rocha, morreu na madrugada desta segunda-feira. O profissional de 38 anos, que trabalhava no clube desde 2015, sofreu complicações após uma cirurgia bariátrica e não resistiu. Ele deixa a esposa e dois filhos.

De acordo com a assessoria de imprensa do Goiás, o treino desta segunda-feira foi cancelado por causa do falecimento de Rafael. O time esmeraldino volta a campo quarta-feira, contra o Cuiabá, pela Copa Verde, e domingo, contra o Fluminense, pelo Brasileirão.

Com informações Globo esporte

Continue Lendo

Esporte

Estações de esporte nos bairros Calixtópolis e Lapa começam a ser feitas

Publicado

em

Foi assinado nesta quinta-feira (12. Set) a ordem de serviço para que o início da construção de duas estações de esporte, uma no Bairro Calixtópolis e outra no Bairro da Lapa. Segundo o poder público municipal, a expectativa é que fiquem prontas em até seis meses.

Cada estrutura terá um campo de society de grama sintética, academia para a terceira idade, área de convivência com quiosques, arquibancada e calçada. 

A estação de esporte do setor Calixtópolis contará com uma área de 4.289 metros quadrados, e do Bairro da Lapa 3.623.

No Bairro da Lapa, além da nova arena, a região tem de volta o Campo do Mago, uma reivindicação da comunidade local. Além dessas arenas, mais sete estão previstas para começarem em outros bairros de Anápolis.

Continue Lendo

Esporte

Caixa notifica Corinthians para pagamento de dívida do Itaquerão

Publicado

em

Por

A Caixa Econômica Federal notificou extrajudicialmente o Corinthians para que a dívida de R$ 536 milhões, referente à construção da Arena Corinthians, em Itaquera, zona leste da capital paulista, seja executada.

Por meio dessa notificação, a Caixa dá o prazo de três dias para que o Corinthians pague a dívida integralmente ou ofereça um bem em garantia ou, então, faça o depósito de 30% do valor em execução, inclusive de custas e honorários advocatícios, parcelando o pagamento do restante da dívida em até seis parcelas mensais.  O clube pode ainda entrar com recurso na Justiça.

Em 2013, o banco emprestou R$ 400 milhões para a construção da Arena, dos quais R$ 158 milhões, segundo o clube, foram pagos. Por conta de dívidas e correções, o valor da dívida do clube com o banco cresceu.

Corinthians

Para o Corinthians, a atitude do banco estatal foi um “gesto intempestivo, que sequer foi previamente comunicado à agremiação”. “Ao contrário de inúmeras outras arenas que receberam da mesma linha de financiamento, o clube nunca repudiou sua dívida nem deixou de dialogar com o repassador destes recursos, a CEF, quando dificuldades transitórias se interpunham”, disse o clube, em nota. 

Segundo a nota, o clube diz que se a Caixa escolher trocar a rota da negociação pela do confronto, não resta à agremiação outro recurso a não ser defender na Justiça seus direitos. “O clube continua aberto a voltar à mesa de negociação, se a Caixa optar por prosseguir a trajetória amigável que juntos vínhamos construindo até aqui”, diz.

Em uma segunda nota divulgada à imprensa,  o clube informa que a notificação extrajudicial foi uma surpresa e uma decisão unilateral adotada pelo banco e incompatível com as práticas de mercado, considerando que a Caixa já recebeu cerca de R$ 158 milhões, “o que demonstra de forma inequívoca que tanto no plano financeiro como no administrativo, [que] a agremiação tem se pautado por total transparência quanto à sua atuação operacional e subordinação a um processo de pagamentos compatível com a realidade financeira do país”.

Continue Lendo

Em Alta